quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Tempo II

Ver todos os dias
as mesmas pessoas,
sempre os mesmos rostos,
os mesmos sorrisos
já desgastados pelo tempo.

Passar todos os dias
pelos mesmos lugares,
ver as mesmas ruas.
as mesmas àrvores
tudo imóvel.

Sentir todos os dias
passando rapidamente,
e o tempo devagar,
esse cenário imutável,
um eterno deja vu.

Essa rotina maçante
não me deixa ver,
meus olhos já são acostumados
com a visão de todo dia.

São todos simples números
num relógio no pulso ou
num calendário na parede.

Os ponteiros do relógio dão uma volta
e voltam de novo.

Eu não quero continuar assim.

Um comentário:

Débora disse...

sabe que, as vezes, eu acordo e penso "hoje vou fazer tal coisa!", tipo falar que gosto de alguém, abraçar alguém, coisas que são fora da rotina. assim o dia fica menos cansativo e mais divertido. :D

ou então vc podia entrar no msn e falar com a hichan, que tá morrendo de saudades. ~:

ta sabendo das 9dads do dia, né? OOEAIHAHEOIAEOI eu postei tudo no meu blog, depois da uma olhada lá. ♥

e aparece do mundo dos mortos, criatura! quanto tempo não falo com você? um ano?! oIHAEIOAE